Pesquisa mostra que cerca de 88% dos brasileiros pretendem comprar no Dia dos Pais

Outros
PUBLISHED: agosto 7, 2017

Apesar do resultado negativo de 2016, os varejistas têm motivos para ficar otimistas com as vendas do Dia dos Pais deste ano. De acordo com pesquisa realizada junto aos clientes do Méliuz, cerca de 88% dos entrevistados pretendem presentear seus pais em 2017. Destes, 64,8% estão dispostos a gastar entre R$51 e R$200. Roupas (59%), acessórios e calçados (28,9%), perfumes e cosméticos (21,1%), eletrônicos e informática (19,4%) e celulares (12,1%) continuam sendo os preferidos entre os filhos na hora de presentear os pais. A pesquisa foi realizada entre os dias 3 e 10 de julho – 13.339 pessoas responderam às perguntas.

O resultado da pesquisa vai de encontro à previsão da Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo (CNC), que projetou um crescimento de 1,5% no volume de vendas em 2017.

Ao que tudo indica, a internet vai continuar sendo o meio preferido dos consumidores na hora de comprar os presentes. De acordo com a pesquisa realizada pelo Méliuz, cerca de 39% dos entrevistados devem fazer suas compras pela rede. Segundo o E-bit, no Dia dos Pais do ano passado, o comércio eletrônico teve um crescimento nominal de 12% em comparação à mesma data em 2015.

Em 2017, o Méliuz pretende aumentar em 21% o volume de vendas realizadas para os parceiros no Dia dos Pais. Com 1.600 lojas online, a empresa é hoje uma das principais ferramentas de aquisição para os varejistas. “As pessoas têm procurado alternativas para gastar menos. A internet acaba sendo a solução, pois permite ao consumidor pesquisar preços e, quase sempre, oferece melhores condições. Neste contexto, o Méliuz se torna uma forma de ganhar dinheiro e não só uma maneira de economizar”, explica Israel Salmen, CEO do Méliuz.

Líder e pioneiro no segmento de cashback – devolução em dinheiro de parte do valor gasto em compras -, o Méliuz lançou neste ano o cashback em lojas físicas. Assim, os usuários conseguem ser recompensados em todos os momentos de compra. Criado em 2011, a empresa já devolveu R$ 29,5 milhões aos clientes. Em 2016, o Méliuz alcançou a marca de R$ 1 bilhão em vendas e fechou o ano com um aumento de 250% no volume de compras feitas através do site, em relação a 2015.

A empresa acredita que a receita para os resultados positivos segue dois pontos: bom relacionamento e negociações vantajosas com as lojas parceiras. Para o Dia dos Pais, o Méliuz conseguiu fechar condições exclusivas com 10 das maiores lojas de e-commerce do Brasil, garantindo preços baixos e maior retorno, em dinheiro, para os consumidores.

Como funciona

Nas compras online, o consumidor se cadastra gratuitamente no Méliuz, procura a loja que deseja dentro da plataforma e faz a compra normalmente. Após a conclusão, o valor a ser recebido pelo cliente aparece em seu extrato no Méliuz como pendente. Quando a loja confirmar o pagamento, o saldo é aprovado. Usar o Méliuz não altera o preço dos produtos!

Ao completar R$ 20 em sua conta do Méliuz, o cliente pode solicitar o resgate, por meio do site ou do aplicativo, e receber o dinheiro direto na sua conta bancária sem pagar nada por isso.

Sobre o Méliuz

O Méliuz é uma empresa que devolve ao consumidor parte do valor gasto em compras, direto na conta bancária (cashback). A proposta é simples: as lojas pagam para anunciar no site e no app do Méliuz e a empresa devolve ao consumidor, em dinheiro, parte desse valor.

Criada por Ofli Guimarães e Israel Salmen, em 2011, a empresa possui hoje mais de 180 funcionários que garantem um dos atendimentos mais bem avaliados do país (de acordo com o Reclame Aqui).

Em 2016, os fundadores do Méliuz foram aprovados no 63º Painel Internacional de Seleção (ISP), em Dubai, e tornaram-se Empreendedores Endeavor. A organização sem fins lucrativos contribui para o crescimento de negócios de alto impacto ao redor do mundo – atualmente, 1.233 empreendedores de 25 países fazem parte da rede.

 

Recommended For You