Mon, November 20, 2017

Guia de Viagem: Buenos Aires

Entretenimento
UPDATED: setembro 21, 2017

Buenos Aires é uma cidade que tem muita história. A capital argentina já passou por diversas “fases de vida” – parece que cada bairro, cada cantinho da cidade tem uma bagagem diferente, digamos assim. Talvez por isso, ela desperte sensações muitas vezes tão distintas nos turistas que a visitam. Buenos Aires tem regiões diferentes e você deve buscar aproveitar aquelas que mais têm a ver com você.

A capital é um grande centro urbano e, consequentemente, sofre os pesares de uma cidade de tal porte – em contrapartida, oferece tudo aquilo que se espera de uma metrópole.

Vai viajar para Buenos Aires? Confira!

Mas uma coisa é certa: Buenos Aires é um destino completo! Por lá, é impossível não se deliciar com a gastronomia e aproveitar um passeio em Puerto Madero ou no Parque do Palermo, por exemplo. Para os jovens, a cidade ainda esbanja um quantidade incrível de boates e casas noturnas – e os bares de Las Cañitas não ficam atrás (na verdade, são uma opção e tanto para todas as idades).

A proximidade com o Brasil e a similaridade do idioma e cultura, contribuem para que a cidade seja constantemente buscada por brasileiros. Não à toa, Buenos Aires é, muitas vezes, nosso primeiro destino internacional – e talvez o terceiro, o quinto e por aí vai. Devido às diversas surpresas da cidade e promoções de passagens aéreas que encontramos para a capital dos nossos “hermanos”, Buenos Aires é um destino para mais de uma visita. A verdade é que, uma vez que você dá o check do pontos turísticos, você pode passar a conhecer uma nova Buenos Aires e explorar mais a fundo bairros incríveis e não muito turísticos.

Bom, então vamos lá! Separamos diversas informações para facilitar o planejamento de sua viagem.

Quando ir a Buenos Aires

A data de viagem à Buenos Aires deve ser decidida de acordo com o que você procura. As estações são bem definidas por lá – e você terá experiências bem diferentes se optar viajar no inverno ou verão.

Nos meses de junho a agosto, a temperatura pode chegar aos 12ºC.

No verão, Buenos Aires ferve! É muito calor, mesmo! Se puder, escolha um hotel com piscina – ou aproveite para emendar um passeio ao Uruguai, atravessando o Rio de La Plata rumo a Colonia del Sacramento e dando um mergulho no rio por lá.

No inverno, não esqueça os agasalhos – a cidade esfria bastante, principalmente à noite.

Onde se hospedar na capital argentina

A decisão da região de hospedagem também é muito pessoal – uma vez que cada bairro, como falei, tem sua característica, arquitetura e história.

Eu não indicaria uma hospedagem no Centro – opte pelo bairro Recoleta caso seja a sua primeira vez na cidade. Recoleta é linda, perto de variados pontos turísticos e bastante central.

Entre os bairros queridinhos da cidade, está também o Palermo (uma linda área residencial). A Plaza Serrano é uma referência de localização por lá – ela tem uma enorme variedade de lojas e restaurantes. A vida noturna por lá também é ótima.

argentina-caminito

Quanto custa viajar para a Argentina?

Essa pergunta é complicada pela variação do câmbio – há o oficial e o paralelo (falo mais sobre isso abaixo, nas dicas importantes) e pela grande inflação no país. O câmbio paralelo chega a deixar sua viagem em torno de 50% mais barata – mas claro, cabe dizer que trocar dinheiro nesse câmbio é ilegal. Além disso, devido à inflação, os valores variam muito – e aumentam em questão de dias.

Mas vamos fazer um cálculo aproximado:

 

A gente costuma calcular uma média de R$4.000 para 6 noites na cidade, o casal. Mas gente, o valor por lá varia muito, ok? Há quem passe 10 dias em Buenos Aires e não chegue a gastar os R$2.000, enquanto há quem goste dos melhores lugares e hotéis e gasta, consequentemente, bem mais.

Pontos Turísticos:

1 – Caminito 

O Caminito fica no bairro La Boca, sede do Boca Juniors. É uma antiga área operária que conta com várias lojas de souvenir e um casario muito tradicional, todo colorido. É um lugar que praticamente só tem turistas, mas que qualquer viajante de primeira viagem deve bater ponto em Buenos Aires

2 – La Bombonera 

Logo ao lado do Caminito, está o estádio do Boca Juniors. Existem visitas guiadas pelas arquibancadas e um museu anexo que conta a história do time. Assistir a uma partida por lá é tarefa quase impossível, já que os sócios compram a maioria dos ingressos, mas pra os que conseguem, é uma experiência imperdível.

3 – Casa Rosada

A sede do governo argentino é um dos principais cartões postais da cidade e fica em frente à bela Plaza de Mayo. Praticamente todos os turistas tiram uma foto em frente a ela, mas poucos entram pra conhecer. É possível fazer um tour guiado nos finais de semanas e feriados. 

4 – Plaza de Mayo

Além da Casa Rosada, a praça abriga vários prédios importantes de Buenos Aires, como o congresso argentino e uma catedral. Não é raro ver manifestações políticas por ali.

5 – Puerto Madero 

Parte da antiga área portuária de Buenos Aires foi revitalizada e hoje abriga um agradável passeio dos dois lados das docas, com várias opções de restaurantes e bares. Além das opções gastronômicas, os destaques são a Puente de la Mujer, projetada pelo espanhol Santiago Calatrava e a fragata Sarmiento, que funciona como museu.

6 – Reserva Ecologica Costanera Sur 

Atrás do Puerto Madero, a Reserva Ecologica atrai mais moradores do que turistas, que vão em busca de um lugar verde pra caminhar e fazer exercícios. É possível chegar na beira do Rio da Prata

7 – Calle Florida 

É provavelmente a rua comercial mais famosa de Buenos Aires, indo de vendedores populares à grifes internacionais. Abriga também a Galeria Pacífico, outro templo de compras da capital argentina

8 – Livraria El Atheneo 

Uma das gratas surpresas (que hoje em dia não é tão surpresa assim) de Buenos Aires, a livraria ocupa um antigo teatro, onde é possível ainda tomar um café no palco. 

9 – Cemitério da Recoleta

O Cemitério da Recoleta é onde estão enterradas algumas das figuras mais importantes da história argentina. Um dos destaques de lá é o túmulo de Evita Perón.

10 – Floralis Generica

Uma das esculturas mais famosas de Buenos Aires, a imensa flor de metal abre durante o dia e se fecha durante a noite. Fica no meio de um parque excelente pra um piquenique ou pra curtir uma preguicinha na grama.

11 – Jardim Japonês

Localizado no bairro Palermo, o jardim atrai turistas de todo o mundo.

12 – Palermo

O bairro de Palermo concentra vários parques numa das maiores áreas verdes da cidade. Lá é possível praticar esportes e passear na beira dos lagos.

13 – MALBA

O Museo de Arte Latinoamericana é um dos maiores da cidade, com obras de artistas de renome internacional como Frida Kahlo e Tarsila do Amaral.

14 – Teatro Colón

O teatro mais importante de Buenos Aires é casa dos melhores espetáculos de ópera da Argentina. Quem não puder assistir às apresentações pode fazer uma visita guiada ao espaço.

15 – Avenida 9  de Julho e Obelisco 

A Avenida 9 de julho já foi considerada a mais larga do mundo e, no meio dela, fica outro símbolo da capital argentina: um imenso Obelisco construído para comemorar o quarto centenário de Buenos Aires.

16 – Estátua da Mafalda

A personagem mais famosa dos quadrinhos argentinos, criado pelo cartunista Quino, tem uma estátua sentada em um banco (no maior estilo Carlos Drummond de Andrade) na esquina das ruas Chile e Defensa, no Bairro de San Telmo.

argentina-tango

Passeios em Buenos Aires:

Existem diversos cantinhos legais próximos à Buenos Aires. Colônia del Sacramento, no Uruguai, é um deles e é uma excelente pedida no verão. Pegue um barco em Puerto Madero e siga viagem. Passe o dia todo ou aproveite para pernoitar por lá.

Outro passeio interessante é pegar o trem e seguir a El tigre – pode também ser legal fazer uma paradinha em San Isidro!

Além disso, muita gente vai até o zoológico de Luján, onde é possível interagir com os animais.

Dicas Importantes:

Documentação: Não é necessário visto nem passaporte para os brasileiros que pretendem ir à Argentina – basta a carteira de Identidade (CNH não vale, hein?!)

Peso Argentino, Dólar e Câmbio Paralelo: O câmbio paralelo no país é muito comum. Cada estabelecimento tem uma cotação própria e muito interesse em comprar o seu dólar. Nossa dica é que você leve para sua viagem tanto dólares quanto reais. Vários estabelecimentos comerciais aceitam as duas moedas – e usam cotação própria.

Em relação ao câmbio paralelo, ele já foi muito utilizado por turistas (a cotação oficial é extremamente inferior). Mas cabe o alerta: essa é uma prática ilegal e praticamente sem segurança. Caso opte por realizá-la, saiba dos riscos e fique atento.

Táxis e Notas Falsas: Infelizmente, elas estão presentes em Buenos Aires – principalmente dentro dos Táxis. Existe um “golpe” em que o taxista recebe o seu dinheiro (uma nota de 100 pesos, por exemplo) e te devolve supostamente a mesma nota, dizendo não aceitá-la por estar rasgada. Você, inocente, troca a nota e lhe dá outra. O que ocorre, na verdade, é a troca da sua nota verdadeira por uma falsa. Parece que nunca cairemos nisso, mas eu já caí, os taxistas por lá são bem malandrinhos :( Uma boa dica é usar sempre veículos novos ou os táxis da Radio Taxi. Pague sua corrida sempre com notas baixas (10, 20 pesos). O preço da corrida de táxi na cidade é muito bom!

Com todas essas dicas, só falta comprar a passagem e reservar o hotel, não é mesmo?
Aproveite e compre pelo Méliuz para aproveitar os melhores preços e ainda receber uma parte do dinheiro de volta.